Qualidade de vida

Iogurte: como escolher a melhor opção

iogurte-melhor-opção

Refrescantes, leves e saborosos os iogurtes são ótimas opções para os dias de calor. Ricos em cálcio e proteína fazem parte do cardápio do brasileiro em várias refeições, do café da manhã ao lanchinho da tarde, à ingrediente principal de receitas doces e salgadas.

O consumo regular de iogurtes traz diversos benefícios, ajuda a manter a saúde dos ossos e dentes em dia, pelo alto teor de cálcio e mantém o equilíbrio da microbiota, a flora intestinal, favorecendo a presença das bactérias do bem no organismo.

A variedade de opções encontradas atualmente é tanta, que nem sempre saber qual é o melhor tipo para o seu estilo de vida e necessidade nutricional é uma tarefa fácil. “O iogurte natural é a melhor opção para o consumo geral. Por não possuir muito açúcar, ele pode ser consumido in natura, com granola, aveia, batido com frutas e até adoçado com mel, garantindo seus benefícios e sendo uma opção saudável de consumo”, indica a nutricionista do Veran, Maila Tortelli.

Já para quem segue um plano alimentar prescrito por um nutricionista habilitado, ler os rótulos é a melhor opção.  “Cada iogurte apresenta características diferentes, como zero lactose para não quem digere a proteína do leite e, até enriquecido com proteínas, mas para consumi-los de maneira correta é preciso que ele esteja dentro da necessidade de cada indivíduo”, orienta Maila.

Para ajudar você a escolher a melhor opção nas prateleiras, separamos os principais tipos de iogurtes e suas particularidades. Vamos a elas?

Iogurte natural: obtido a partir da fermentação do leite por bactérias saudáveis, não tem adição de outros ingredientes. É encontrado em opções natural e desnatado.

Iogurte líquido: o iogurte líquido é resultado do iogurte natural batido, com adição de soro e frutas. Por isso, sua consistência muda e deixa de ser cremosa, pela quebra mecânica das proteínas coaguladas.

Iogurte grego: seu processo de fabricação é semelhante ao iogurte natural, com maior concentração de coagulantes do iogurte, drenando o soro. Um copo de iogurte grego, leva em média, três copos de leite.

Iogurte com proteínas: sua principal diferença para os iogurtes naturais são a alta concentração de proteína, entre 14 e 25 gramas e a ausência de lactose e açúcar. Devem ser consumidos por quem tem necessidade de maior ingestão de proteínas ao longo do dia.

Petit suisse: conhecido por agradar o paladar infantil, é um queijo fresco não maturado. Sua consistência é obtida pela coagulação do leite com coalho ou enzinas e bactérias para fermentação. Tem uma alta concentração de leite, mas também apresenta na sua fórmula açúcar, corantes, aromatizantes e conservantes.

Bebida láctea: com maior concentração de leite e soro de leite, a bebida láctea,pode conter ou não, a presença de gordura vegetal, leite fermentado e outros produtos lácteos. Devido a presença do soro do leite sua consistência é mais líquida, contém menos proteínas e pode ser menos calórica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *