Qualidade de vida

Aprenda a montar uma lancheira saudável

lancheira

Voltam às aulas e, com elas, aquela rotina corrida, levar e buscar as crianças na escola, trabalho, afazeres domésticos e preparar as refeições. Com isso, nem sempre dá tempo de organizar uma lancheira com opções saudáveis para o lanche das crianças. Para ajudar você a ter ideias práticas e oferecer às crianças lanches nutritivos e naturais, veja as dicas da nutricionista do Veran, Maila Tortelli.

O intervalo das aulas é fundamental para o desenvolvimento das crianças, é um momento de socialização, de descanso do cérebro e uma pausa necessária para se alimentar corretamente, evitando sentir aquela fome até a próxima refeição. Segundo Maila, uma lancheira saudável deve ser composta de água, suco de frutas naturais, frutas e um alimento salgado, que pode ser pãezinhos integrais, ovo cozido, cenoura baby com azeite, queijos, iogurtes ou pão de queijo, por exemplo. Alimentos ultra processados, embutidos, frituras, biscoitos recheados e salgadinhos devem ser evitados.

O suco costuma gerar grandes dúvidas, afinal, algumas frutas perdem os nutrientes se consumidas tempo depois do preparo, para que isso não aconteça, é importante utilizar as frutas com baixa velocidade de oxidação, como maracujá, abacaxi, goiaba e acerola. Opte por enviá-los em garrafas térmicas, o que mantém melhor a sua conversação.

Para as frutas e lanches, as lancheiras térmicas também são a melhor opção, pois mantêm os alimentos frescos até a hora do consumo.

A nutricionista explica também que, em alguns casos, as crianças não sentem tanta fome na hora do intervalo das aulas e nessas situações, a não alimentação não é um problema, “quando a criança faz uma boa refeição antes da aula, como um café da manhã ou almoço, ela pode ficar satisfeita apenas com um suco ou fruta. O importante não é a quantidade que se come, mas a qualidade”, explica Maila.

Agora, se seu filho enjoa fácil dos alimentos ofertados e chega falando em casa que o lanche do amiguinho é mais gostoso, por ter biscoito, refrigerante e salgadinho, é hora de sentar e conversar com os pequenos sobre a importância dos bons alimentos. Uma boa dica é levar seu filho ao supermercado com você, deixe-o ver as frutas, sentir o cheiro e fomentar a curiosidade, pois assim, aumentará a vontade de consumi-las. As guloseimas não são proibidas, elas podem ser consumidas, desde que em pequenas quantidades e com um intervalo de tempo, como a cada 10 dias.  O ideal é nunca ofertar os mesmos alimentos com a mesma frequência e mudar sempre o cardápio com opções variadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *