Prateleira

Pão: um dos cinco alimentos mais consumidos no Brasil

um-dos-cincos-alimentos-mais-consumidos-do-brasil-2

Seja quentinho no café da manhã, no meio da tarde ou até mesmo nas refeições com aquele lanche saboroso, o pão é um dos cinco alimentos mais consumidos no Brasil. Segundo a última pesquisa de hábito alimentar feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o brasileiro come em média 53 g de pão por dia, cerca de duas unidades de pãozinho francês, perdendo apenas para o consumo de café, arroz, feijão e carne bovina.

Para fidelizar o mercado de panificação, nos últimos anos as padarias sofreram uma gourmetização, oferecendo diversos novos tipos de pães ao cliente, tudo para fugir apenas dos mais consumidos, francês e forma. Entre os tipos que invadiram as prateleiras estão: árabe/sírio, centeio, italiano, sovado, brioche, australiano, preto, ciabatta, com grãos e as versões integrais.

Segundo a nutricionista do Veran, Maila Tortelli, para cada tipo de pão há uma receita especial, que diferencia a textura e a maciez da massa, porém, em comum, todos levam a farinha de trigo como um dos ingredientes principais. “O sucesso de um bom pão depende de diversos fatores, como qualidade dos ingredientes, o preparo adequado da massa, a fermentação e o tempo de forno”, conta Maila.

Com tanta variedade nas prateleiras, você pode abusar na hora de diversificar seu cardápio, “todos os tipos de pães são bons desde que consumidos com moderação. Eu, como nutricionista, sugiro o consumo com mais frequência dos que levam a farinha de trigo integral em sua composição, pois o aumento do teor de fibras na alimentação aumenta a saciedade e o consumo de nutrientes”, explica a nutricionista.

 

Conheça um pouco mais dos tipos de pães:

 

Pão de centeio

A massa de pão, fermentada naturalmente ou não, pode ser enriquecida com sementes, cereais e grãos. A farinha de centeio é rica em fibras e minerais, sendo uma ótima aliada para o sistema imunológico.

 

Pães com sementes

Elaborados com 7, 9 e até 12 tipos de grãos diferentes, esses pães são ricos em fibras. Durante o preparo da massa o padeiro adiciona sementes a uma base de pão simples.

Entre os principais cereais usados estão:

– Aveia — cereal que contém vitaminas, proteínas e fibras. Pode ser utilizada nas formas de flocos, farinha ou farelo. Sua digestão é mais lenta e é ideal para quem precisa baixar a pressão arterial e os níveis de colesterol.

– Linhaça — o grão, encontrado inteiro ou moído, proporciona a sensação de saciedade e auxilia no metabolismo, além de promover a produção de colágeno.

Chia — esse insumo combate o colesterol ruim e previne a diabetes. É rico em fibras, ômega 3 e 6.

 

Pão preto

O pão preto é uma alternativa aos pães preparados com farinha refinada. Normalmente, ele é feito com sementes de abóbora, girassol, linhaça, gergelim e farinha de centeio e/ou de trigo. É um pão levemente adocicado e entre seus ingredientes há a presença do cacau, açúcar mascavo e mel.

 

Pão australiano

Este pão é uma variação do pão preto, sendo, inclusive, mais doce. Sua receita pode apresentar melado. Com uma crosta macia e um interior denso, é polvilhado com fubá ou farinha de milho.

 

 Ciabatta

Uma de suas caraterísticas mais marcantes é a utilização do método indireto de fermentação, em que as leveduras são adicionadas na massa, sem que o fermento seja “alimentado” previamente.

A massa ciabatta é mole e, depois de assada, o pão apresenta crosta fina e miolo úmido. É feita, geralmente, com farinha de trigo.

 

Brioche

Um dos tipos de pães mais famosos da França, o brioche é doce. Leva manteiga, leite e gemas na receita original.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *