Prateleira

Ovo: faz bem ou mal?

ovo

Certamente você já ouviu falar que o ovo não deve ser consumido mais que duas vezes na semana, por aumentar os níveis de colesterol e fazer mal ao coração. Porém, depois de muito estudo, pesquisadores descobriram que o ovo não é vilão da má alimentação, muito pelo contrário, ele é um super alimento, rico em macro e micronutrientes, tem baixo custo, fácil preparo e está presente em praticamente 100% das geladeiras.

Segundo explica a nutricionista do Veran, Maila Tortelli, o ovo é um produto de origem animal, rico em proteínas e pode ser consumido sem medo, pois foi comprovado que cerca de 70% do colesterol é produzido pelo nosso próprio corpo, os outros 30% são frutos da má alimentação com consumo de ultra processados, gorduras, açúcares, etc. “O ovo é um alimento completo. Apesar da gema possuir quantidades de gorduras, como as saturadas e o colesterol, ela é rica em ômega 3, colina e ácido fólico. Além disso, com o consumo de uma única unidade (clara e gema), você está ingerindo, vitaminas A, D, E, K e do complexo B, minerais como o ferro, zinco e cálcio, além de ser uma excelente fonte de luteína e zeaxantina, relacionadas à prevenção da saúde dos olhos.

Na hora do preparo, é importante armazená-los sempre na prateleira da geladeira e não os lavar, para que a cutícula protetora dos poros da casca não seja removida. Dê preferência ao uso da menor quantidade de óleo possível, independentemente de como você prefere comer o seu ovo, o modo de preparo não faz o alimento perder os nutrientes. Frito, cozido, mexido, ele é bom de qualquer jeito, só tome cuidado com o mau cozimento, pois é na cocção que as bactérias são mortas, evitando contaminações e infecções dos microrganismos presentes no ovo.

Se você é praticante de atividade física e tem o alimento entre os seus queridinhos, pode ficar tranquilo com o consumo, pois, além de todos estes benefícios, o ovo ainda é ótimo para ganho de massa muscular!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *