Prateleira

Cacau – a colheita aos ovos de Páscoa

cacau-a-colheita-aos-ovos-de-pascoa-2

Em abril comemoramos a época mais doce do ano, a Páscoa. Mas, você já parou para pensar como o fruto do cacaueiro, o cacau, se transforma em chocolate?

Segundo a CEPLAC (Comissão Executiva do Plano de Lavoura Cacaueira), os dois estados responsáveis pelas maiores produções do cacau no Brasil, são a Bahia e o Pará, por conta do clima propício para a plantação, quente e úmido.  A partir do momento em que as árvores de cacau são plantadas elas demoram de 3 a 4 anos para produzirem frutos, e a cada 6 meses novos frutos são colhidos.

Após a colheita, o processo de separação da semente/amêndoa é manual, onde ela é separada da polpa cuidadosamente para não ser danificada. As amêndoas vão para o processo de fermentação por uma semana, para que todo o resíduo de polpa seja removido. O próximo passo é a secagem, onde elas são expostas ao sol por três dias antes de serem enviadas aos produtores de chocolate.

Chegando as fábricas, cada empresa tem um processo próprio, o que dá a diferença no produto de cada marca. Mas, o usual são as sementes passarem por um processo de torração e trituração, onde o calor é o principal responsável por formar a base do chocolate, a massa de cacau.

A partir desta massa é acrescentado açúcar, manteiga de cacau e leite, no caso do chocolate ao leite. Após este processo, o chocolate é aquecido novamente para que todas substâncias que possam comprometer o sabor sejam removidas. Por fim, o chocolate passa pela temperagem, garantindo a solidificação, crocância e brilho ao produto, que já está pronto para ser moldado em deliciosas barras de chocolate, bombons e ovos de páscoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *